31/10 | sábado | 12h

O conturbado ano de 2020 chama atenção para a relevância da interlocução entre teatro e cinema no Brasil. Desde muito antes da pandemia, o intercâmbio entre linguagens produz obras de grande relevância formal e de excelente repercussão – para além das conhecidas adaptações dos clássicos da dramaturgia nacional. Agora é ainda mais evidente o quanto as produções teatrais e cinematográficas têm a conversar. Estão aqui reunidos alguns artistas cujas obras são excelentes convites para o aprofundamento do debate, considerando as linguagens do documentário, da performance, do drama e da literatura.

 

Convidados:

José Fernando Azevedo – diretor de Navalha na carne negra

Lorenna Rocha – crítica de cinema e teatro

Pablo Lobato – cineasta, diretor do Éramos em bando

Ricardo Alves Jr. – diretor do curta Coisas úteis e agradáveis

 

Mediador: Marcelo Miranda – curador CineBH