02/11 | segunda | 12h

O que se viu na pandemia? Como se viu? O que une as várias produções artísticas desde o fechamento dos espaços culturais é a concentração no audiovisual. Mas como os criadores se reconfiguraram para novos formatos e novas plataformas? Nesta conversa, criadores e pensadores discutem sobre o impacto do audiovisual em seus trabalhos e as perspectivas de quem depende das artes vivas para suas expressões.

 

Convidados:

Guilherme Diniz – ator, pesquisador e crítico teatral

Laís Machado – criadora da vídeo-performance Canção das Filhas das Águas

Mauricio Lima – diretor e dramaturgo de Museu dos Meninos – Arqueologias do Futuro

 

Mediadora: Daniele Avila Small – curadora CineBH