30/10 | sexta | 19h

A sessão reúne um conjunto de filmes produzidos durante a pandemia da COVID-19 na cidade de Belo Horizonte e nos convida a pensar sobre os limites e as possibilidades de criação audiovisual no contexto de isolamento social. Para além da produção audiovisual no ambiente doméstico, as imagens também nos mostram as resistências que transitam e ocupam a cidade apesar do vírus.

Integrantes da roda de conversa:

Matheus Gepeto (diretor), DESTINO | Joana Bentes (diretora), PRESA | Luis Evo (diretor), VEM VINDO ALGUÉM, SERÁ? | Gustavo Aguiar (diretor), AQUI, NEM EU | Felipe Nepomuceno (diretor), CIDADE SEM MAR | Célio Dutra (diretor), O MENINO E O GATO | Adriano Gomez (diretor), SUBMUNDO | Rafael dos Santos Rocha (diretor), VIGÍLIA

Participação especial: João Paulo Campos – crítico e pesquisador de cinema
João Paulo Campos é crítico e pesquisador de cinema.  Mestre e doutorando em Antropologia na USP. Foi redator da revista de cinema Rocinante (MG) e programador do coletivo cineclubista cinefronteira (MG). Atualmente é editor da Zagaia em Revista (SP) e integra o grupo de programadores do cinecubo IAB-SP, além de participar de júris e equipes de curadoria em festivais brasileiros.

Mediador: David Maurity – ator, apresentador e dramaturgo