SHOWCASE APRESENTA PROCESSO CRIATIVO DO DOCUMENTÁRIO “POR ONDE ANDA MAKUNAÍMA?

O documentário “Por onde anda Makunaíma?” foi o tema do showcase realizado na tarde do sábado, 02 de outubro, na programação do 12º Brasil CineMundi. Mediada em parceria com o Projeto Paradiso, a conversa detalhou todo o processo de criação e produção do filme em exibição na mostra Brasil CineMundi. 

A mesa, conduzida pela gerente de programas do Projeto Paradiso, Rachel do Valle, e o curador da 15ª CineBH, Marcelo Miranda, teve a participação do diretor Rodrigo Séllos e do artista, escritor e produtor cultural indígena da etnia Makuxi, Jaider Esbell.

De acordo com Rodrigo Séllos, o longa foi realizado em 2018 e montado em 2019. O argumento, no entanto, começou a ser desenvolvido bem antes. Foi quando, a partir de experiências no Norte do Brasil e também nas Guianas, ele percebeu que havia outras aproximações – e interpretações – para o personagem criado por Mário de Andrade. “Eu comecei a ouvir Makunaíma com vários sotaques”, conta. 

Sendo assim, o documentário vencedor do Festival de Brasília faz um resgate histórico e cultural do personagem. O roteiro investiga os mitos de origem de etnias da tríplice fronteira Brasil-Venezuela-Guiana. Makunaíma foi registrado em livro pela primeira vez no início dos anos de 1910, pelo etnólogo alemão Koch-Grünberg. A rapsódia Macunaíma, o herói sem nenhum caráter foi publicada por Mário de Andrade em 1926. 

“Estamos tentando falar de histórias vivas, de oralidade que não poderiam estar escritas em lugar nenhum”, afirmou o artista, escritor e produtor cultural indígena da etnia Makuxi, Jaider Esbell. Ao longo do debate, ele também falou muito sobre as cosmologias que envolvem as comunidades indígenas, as relações com o cristianismo e temas mais contemporâneos como o marco temporal. 

SOBRE A MOSTRA CINEBH

Com edições anuais e consecutivas, a CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte, o evento de cinema da capital mineira, chega a sua 15a edição de 28 de setembro a 03 de outubro de 2021, em formato online e gratuita, reafirmando seu propósito de mostrar o cinema para o mundo, promover o diálogo entre as culturas, aproximar povos e continentes, fazer a conexão do cinema brasileiro com o mercado audiovisual, realizar encontros de negócios, investir na formação, intercâmbio e cooperação internacional, construir pontes nas escolas, comunidades, redes sociais e com a cidade de Belo Horizonte e Minas Gerais.

A 15a CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte e o 12o Brasil CineMundiintegram o Cinema sem Fronteiras 2021 – programa internacional de audiovisual idealizado pela Universo Produção e que reúne também a Mostra de Cinema de Tiradentes (centrada na produção contemporânea, em janeiro) e a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto (que difunde o audiovisual como patrimônio e ferramenta de educação, em junho).


Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2021

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: www.cinebh.com.br / www.brasilcinemundi.com.br 

No Instagram: @universoproducao No Youtube: Universo Produção No Twitter: @universoprod

No Facebook: brasilcinemundi/ cinebh / universoproducao No LinkedIn: universo-produção


SERVIÇO

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

ESTE EVENTO É REALIZADO COM RECURSOS DA LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA DE BELO HORIZONTE

PATROCÍNIO: MATER DEI, COPASA, CEMIG | GOVERNO DE MINAS GERAIS

PATROCÍNIO MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO: patrocinada com recursos do Fundo Internacional de Ajuda para Organizações de Cultura e Educação 2021 do Ministério das Relações Exteriores da República Federal da Alemanha, do Goethe-Institut e de outros parceiros: www.goethe.de/hilfsfonds

PARCERIA CULTURAL: SESC EM MINAS, INSTITUTO UNIVERSO CULTURAL, CASA DA MOSTRA

PARCEIROS BRASIL CINEMUNDI: EMBAIXADA DA FRANÇA NO BRASIL, DOT, MISTIKA, PARATI FILMS, CTAV, FORTE FILMES, NAYMOVIE

COOPERAÇÃO BRASIL CINEMUNDI: WORLD CINEMA FUND(Alemanha), NUEVAS MIRADAS – EICTV(Cuba), BIOBIOCINE(Chile), CONECTA – CHILE DOC(Chile),  MAFF(Espanha), DOCSP(Brasil), DOCMONTEVIDEO (Uruguai), VENTANA SUR(Argentina), INSTITUTO OLGA RABINOVICH / PROJETO PARADISO(Brasil)

APOIO: CAFÉ 3 CORAÇÕES.

REALIZAÇÃO: UNIVERSO PRODUÇÃO

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA | MINISTÉRIO DO TURISMO| GOVERNO FEDERAL