AMBIENTE VIRTUAL POSSIBILITA O ENCONTRO DE PROFISSIONAIS E DE IDEIAS NO PROGRAMA DE FORMAÇÃO AUDIOVISUAL

105 pessoas estão aproveitando a 14a CineBH e o 11o Brasil CineMundi como oportunidade de qualificação profissional e troca de experiências entre os diferentes agentes do setor. Este ano, o Programa de Formação Audiovisual realiza uma oficina e três laboratórios de roteiros com instrutores que são referência no país. O objetivo da iniciativa é oferecer atividades de capacitação e formação para profissionais do segmento audiovisual e interessados em geral. E viabilizar encontros, diálogos, discussões e estabelecer redes de contato e conexões com foco no mercado audiovisual. 

O crítico, programador e professor Victor Guimarães (MG) ministra a Oficina Análise de Estilos Cinematográficos. Voltada para participantes de 18 a 25 anos, a atividade selecionará cinco jovens universitários para integrar o Júri Jovem da 24ª Mostra de Cinema de Tiradentes (janeiro/2021), que elegerá o melhor longa-metragem da Mostra Olhos Livres. Victor destaca a importância da Oficina para a formação do crítico de cinema. “É fundamental o encontro com outros olhares. Numa atividade tão desvalorizada como esta, a interlocução é moeda chave, talvez a principal”. 

Após ministrar edições da oficina em formato presencial, Guimarães aponta os desafios e estratégias para realizar a oficina em formato virtual. “O desafio principal é a ausência do corpo a corpo, do olho no olho que faz uma sala de aula um lugar de experiência que passa também pela sensibilidade. No ambiente virtual, as qualidades do espaço são outras. A estratégia é não tentar reproduzir o que se faria numa sala de aula, e sim aproveitar as ferramentas desse ambiente: a possibilidade de trabalhar em conjunto de forma rápida e as múltiplas possibilidades de acesso a materiais audiovisuais simultaneamente”.

Assim como desafios, o ambiente virtual também tem possibilidades e Victor é bastante positivo com os resultados da oficina neste ano. “Minha expectativa é muito boa, porque realizar a oficina no ambiente virtual também significa poder contar com gente de todo o país, e não apenas aquelas pessoas que possam se deslocar até Belo Horizonte. Espero que essa diversidade regional possa se refletir em discussões mais intensas”, afirma.

Labs de Roteiro

Em 2020, a 14a CineBH e o 11o Brasil CineMundi promovem três laboratórios de roteiros com diferentes enfoques – Ficção e Documentário, Animação e Série de Ficção. 

Ministrado pelo roteirista Di Moretti (SP), o Laboratório de Roteiro de Ficção e Documentário engloba temas que descrevem a confecção de um roteiro cinematográfico e a distinção entre os roteiros de documentário e de ficção. Como produto final, os participantes devem desenvolver um argumento de curta. Moretti comenta sobre o grande desafio que lidar com este jeito “novo anormal” de dar aula. “O mais difícil é mesmo a interação, contar histórias sem poder sentir, captar as reações, as emoções dos alunos”. O roteirista avalia como muito positiva a oportunidade gerada pelo ambiente virtual, de “atingir um maior número de pessoas interessadas, em lugares diversos, que talvez nunca poderiam ver e ouvir profissionais fora de sua cidade, de sua comunidade… Acho que a CineBH está ampliando e atingindo um universo mais diverso, mais distinto, mais abrangente”.

O Laboratório de Roteiro para Animação, ministrado pela  diretora, roteirista, storyboarder e animadora Rosana Urbes, é focado no processo de roteiro para animações. O Lab apresenta como a imagem interfere e, muitas vezes, conduz a confecção do roteiro no processo dessa linguagem cinematográfica. Para Rosana, o maior desafio dessa edição do evento é criar estratégias para compensar a perda natural na falta da presença, exigência da situação de pandemia que estamos vivendo. “Não nascemos para o isolamento. Passamos por esse momento difícil de adaptação e nos esforçamos por trazer informação da melhor forma possível, para garantir possibilidades de conexão entre os participantes”. Urbes salienta a importância de eventos como a CineBH. “A Mostra é a arte do encontro. Nela, parcerias nascem, trocas de informação, processos criativos que não são facilmente contabilizados. São sementes do audiovisual do futuro”. 

O roteirista, diretor e editor Aurélio Aragão é o responsável pelo Laboratório de Roteiro de Séries de Ficção. A atividade investiga os elementos de séries originais de ficção partindo da ideia inicial até o projeto básico para pitching e venda. Ao final, os participantes devem construir, de forma compartilhada, uma apresentação de um projeto original de série ficcional, direcionada para a identificação com o seu público-alvo.

Ciente dos desafios de realizar um lab de roteiro em ambiente virtual, Aragão comenta as vantagens deste formato. “Proporcionar o encontro de pessoas de lugares, origens e percursos tão diferentes para compartilhar narrativas. Daqui da minha sala no Rio, vamos costurar histórias de gente de Maceió, Recife, Goiânia, Juiz de Fora, Brasília, Vale do Ribeira e claro, BH. Um privilégio raríssimo para mim e espero que pros alunos também”. Aurélio explica que o espaço virtual também tem um aspecto encantador. “Na mesma tela de computador em que há dez anos escrevo e leio os meus roteiros, escaletas, bíblias de série agora, poderei ver o rosto de todas essas pessoas que estão chegando com ideias muito interessantes e uma energia incrível pra movimentar a máquina de contar histórias”, comemora. 

Apesar do cenário difícil para os profissionais do audiovisual, Aragão tem uma expectativa positiva. “Num momento como este, precisamos fomentar histórias, acalentar projetos, bombar ideias e roteiros. Os labs da CineBH têm um papel fundamental nesse sentido. Vamos preparar projetos que vão ajudar a recolocar em marcha essa indústria-arte-artesania tão importante para nossa vida ser melhor, ou mais interessante. O meu tom animado é porque li as ideias dos participantes do Lab de roteiro. E tem muita coisa boa vindo aí”.

***

ATENÇÃO:

Como o formato do evento é digital, convidamos você para seguir a Universo Produção/CineBH/Brasil CineMundi nas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer nos bastidores da CineBH e Brasil CineMundi, acompanhar a evolução e notícias dos eventos e receber conteúdos exclusivos. Canais e endereços:

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2020

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: www.brasilcinemundi.com.br / www.cinebh.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No Youtube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: brasilcinemundicinebh / universoproducaoNo LinkedIn: universo-produção

Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

***

SERVIÇO

14ª CINEBH – MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA DE BELO HORIZONTE 

BRASIL CINEMUNDI – 11th INTERNATIONAL COPRODUCTION MEETING 

29 de outubro a 2 de novembro de 2020

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

PATROCÍNIO: COPASA, CEMIG | GOVERNO DE MINAS GERAIS

PARCERIA CULTURAL: SESC EM MINAS, GOETHE-INSTITUT, CASA DA MOSTRA

PARCEIROS BRASIL CINEMUNDI: EMBAIXADA DA FRANÇA NO BRASIL, INSTITUTO FRANCÊS BRASIL PARA O ESTADO DE MINAS GERAIS DOT, MISTIKA, PARATI FILMS, CTAV E ATELIÊ BUCARESTE

COOPERAÇÃO BRASIL CINEMUNDI: WORLD CINEMA FUND (Alemanha), NUEVAS MIRADAS-EICTV (Cuba), BIOBIOCINE (Chile), CONECTA-CHILE DOC (Chile), MAFF (Espanha), DOCSP (Brasil), DOCMONTEVIDEO (Uruguai), VENTANA SUR (Argentina), INSTITUTO OLGA RABINOVICH/PROJETO PARADISO (Brasil)

APOIO: INSTITUTO UNIVERSO CULTURAL E CAFÉ 3 CORAÇÕES.

IDEALIZAÇÃO E REALIZAÇÃO:UNIVERSO PRODUÇÃO

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA | MINISTÉRIO DO TURISMO | GOVERNO FEDERAL