BH NA TELA: CINCO PONTOS DE BELO HORIZONTE QUE APARECEM NOS FILMES DA MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO

A Mostra A Cidade em Movimento, que está em sua 5ª edição, exibirá curtas e longas metragens, feitos em BH e Região, que mostram a rede de relações entre arte e audiovisual. A proposta é colocar em diálogo a vivência na cidade com o tema estabelecido pela curadora Paula Kimo. Sendo assim, os 16 filmes que integram a programação, foram divididos em quatro temas: Pandemia Criativa, Corpos Dissidentes, O Teatro Em Cena e A Paz é Branca ou a Resistência Tem Cor.

Neste post separamos cinco filmes que mostram espaços de Belo Horizonte. Eles estarão disponíveis no nosso site de 30 de outubro a 2 de novembro.

Ao Teatro, de Rita Clemente

Experimental | Colorido | Digital | 15min | MG | 2020

Nesta produção da multiartista Rita Clemente você poderá conhecer a Praça Rui Barbosa, mais conhecida como Praça da Estação, e a Estação Central de Metrô. Quase todas as cenas do curta se passam nesses espaços. A Praça Rui Barbosa fica no centro da capital em frente ao prédio da antiga estação da Estrada de Ferro Central do Brasil, hoje Museu de Artes e Ofícios. Foi criada em 1904. Hoje é espaço de grandes eventos e manifestações sociais. Em resumo, o curta de Rita Clemente mostra o trajeto que uma atriz faz até o teatro. No caminho, ela mescla a vida dela com a da personagem que vai interpretar.  

Vem Vindo Alguém, Será?, de Luís Evo

Ficção | Colorido | Digital | 1min | MG | 2020

A produção se passa no centro de Belo Horizonte. O bairro mais antigo, criado em 1893 antes mesmo da fundação da cidade, projetado pelo engenheiro Aarão Reis. A rua da Bahia é uma das principais da história da cidade, pois era onde acontecia o encontro da elite local. Além disso, a região abriga parques, museus, prefeitura e importantes órgãos do executivo municipal. “Vem Vindo Alguém, Será?”, mostra a professora aposentada Marieta Alves saindo de casa para ir ao supermercado, em tempos de quarentena. Nesse hiato, as cenas retratam as ruas famosas da cidade, prédios centenários e comércios populares. 

Vigília, de Rafael dos Santos Rocha

Documentário | Colorido | Digital | 8min | MG | 2020

As ruas de Belo Horizonte e o Viaduto Santa Tereza, sobretudo, os arcos dele, são os protagonistas da história deste filme. O viaduto foi projetado pelo engenheiro Emílio Baumgart, em 1929, para ligar os bairros Floresta e Santa Tereza ao centro. A produção de Rafael dos Santos Rocha mostra a vida de Edésio José da Silva, conhecido como Veizin, um catador de material reciclado que trabalha no centro, durante a pandemia do Covid-19. Por onde passa, gosta de cantar músicas que inventa pelas ruas vazias da cidade.

Submundo, de Adriano Gomez

Experimental | Colorido | Digital | 1min | MG | 2020

Filme gravado em Belo Horizonte, em abril de 2020, se passa à noite nas ruas do centro da cidade. O bairro, que é o coração do comércio belo-horizontino, a noite se transforma e é habitado pelo silêncio. Acompanhe o relato de um morador de rua que busca a sobrevivência e a proteção contra a Covid-19. O objetivo do curta é dar voz a quem precisa ter voz ativa.

Cenas Curtas 20 Anos: A Festa dos Encontros, de Marcos Coletta e Paula Dante

Documentário | Colorido | Digital | 46min | MG | 2019

Esta produção da dupla Marcos Coletta e Paula Dante é um documentário e guarda a memória do Festival Cenas Curtas, que se passa no Galpão Cine Horto. O espaço foi criado pelo Grupo Galpão em 1998, em um antigo cinema da década de 1950. Além de apresentações culturais, o local é voltado para cursos e pesquisa sobre teatro. Neste média-metragem, os vinte anos do Festival, que apresenta cenas curtas de teatro, são relembrados por artistas, organizadores, técnicos, produtores e espectadores que passaram por este projeto. Os entrevistados resgatam histórias, bastidores e fatos curiosos do evento. 

***

ATENÇÃO:

Como o formato do evento é digital, convidamos você para seguir a Universo Produção/CineBH/Brasil CineMundi nas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer nos bastidores da CineBH e Brasil CineMundi, acompanhar a evolução e notícias dos eventos e receber conteúdos exclusivos. Canais e endereços:

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2020

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: www.brasilcinemundi.com.br / www.cinebh.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducaoNo Youtube: Universo ProduçãoNo Twitter: @universoprod

No Facebook: brasilcinemundicinebh / universoproducaoNo LinkedIn: universo-produção

Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

***

SERVIÇO

14ª CINEBH – MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA DE BELO HORIZONTE 

BRASIL CINEMUNDI – 11th INTERNATIONAL COPRODUCTION MEETING 

29 de outubro a 2 de novembro de 2020

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

PATROCÍNIO: COPASA, CEMIG | GOVERNO DE MINAS GERAIS

PARCERIA CULTURAL: SESC EM MINAS, GOETHE-INSTITUT, CASA DA MOSTRA

PARCEIROS BRASIL CINEMUNDI: EMBAIXADA DA FRANÇA NO BRASIL, INSTITUTO FRANCÊS BRASIL PARA O ESTADO DE MINAS GERAIS DOT, MISTIKA, PARATI FILMS, CTAV E ATELIÊ BUCARESTE

COOPERAÇÃO BRASIL CINEMUNDI: WORLD CINEMA FUND (Alemanha), NUEVAS MIRADAS-EICTV (Cuba), BIOBIOCINE (Chile), CONECTA-CHILE DOC (Chile), MAFF (Espanha), DOCSP (Brasil), DOCMONTEVIDEO (Uruguai), VENTANA SUR (Argentina), INSTITUTO OLGA RABINOVICH/PROJETO PARADISO (Brasil)

APOIO: INSTITUTO UNIVERSO CULTURAL E CAFÉ 3 CORAÇÕES.

IDEALIZAÇÃO E REALIZAÇÃO:UNIVERSO PRODUÇÃO

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA | MINISTÉRIO DO TURISMO | GOVERNO FEDERAL