PROJETO MATOGROSSENSE “MÃE DO OURO”, COM DIREÇÃO DE MADIANO MARCHETI E PRODUÇÃO DE BEATRIZ MARTINS, É O GRANDE VENCEDOR DO 11º BRASIL CINEMUNDI

Em cerimônia realizada nesta segunda, 02 de novembro, com transmissão pelo site www.cinebh.com.br, ganhadores das demais categorias também foram anunciados. Evento marcou o encerramento da 14a CineBH, que chegou ao fim com exibição do filme “Meu nome é Bagdá”

A cerimônia de encerramento da 14ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte e do 11º Brasil CineMundi – 11th International Coproduction Meeting aconteceu na noite de segunda-feira, 02 de novembro, com o anúncio dos projetos vencedores do programa de coprodução, e transmitida pelo site www.cinebh.com.br.

Na ocasião, foram anunciados os vencedores nas categorias Projeto em Desenvolvimento e Projetos em Produção. Após a cerimônia, encerrando a programação da 14ª CineBH e do 11º Brasil CineMundi, às 21h30, na Sessão Brasil CineMundi, foi realizada a exibição no site www.cinebh.com.br, em pré-estreia nacional, do longa-metragem “Meu nome é Bagdá”, da cineasta paulista Caru Alves. O filme estreou no Festival de Berlim e venceu o Grande Prêmio da categoria Generation 14 Plus, dedicada a obras que retratam a juventude.

O projeto na Categoria Projeto em Desenvolvimento, vencedor do 11º Brasil CineMundi foi “Mãe de Ouro” (MT), com direção de Madiano Marcheti e produção de Beatriz Martins e inscrito pela Terceira Margem Produções.  Foi escolhido pelo Júri Oficial, formado por Luis Campos – Produtor (Portugal), Micaela Solé – Produtora (Uruguai) e Rei García – Agente de Festivais e Vendas (Brasil), “pela pertinência da questão ambiental, associada aos efeitos do garimpo ilegal, a proximidade do diretor ao assunto, a realidade retratada e a reinvenção do gênero.”

O projeto levou o Troféu Horizonte e ganhou prêmios dos parceiros da 14a CineBH e do 11o Brasil CineMundi: CTAv (empréstimo de câmera digital SI-2K ou Black Magic e acessórios por quatro semanas), DOT (R$ 15.000 em serviços de finalização) e MISTIKA (R$ 15.000 em serviços de pós-produção), Parati Filmes (Tradução de roteiros para longa-metragem – português para francês) e Ateliê Bucareste (bolsa de estudos composta por três cursos online do diretor de fotografia Alziro Barbosa. O vencedor poderá  escolher os cursos que fará). Prêmios válidos até novembro/2022.

COOPERAÇÃO E INTERCÂMBIO

“Por sua ótima premissa, que ilustra com sutileza e beleza a relação entre duas garotas com tradições bem distintas”, “Acalanto” (PE), com direção de Marcelo Lordello e Letícia Simões e produção de Emilie Lesclaux, foi o projeto de ficção selecionado para integrar a Incubadora Paradiso 2021, programa do Projeto Paradiso, mantido pelo Instituto Olga Rabinovich, iniciativa de apoio aos talentos do audiovisual brasileiro. O roteirista selecionado para a Incubadora, recebe uma bolsa no valor total de R$ 30.000 (R$ 5.000 mensais), além de mentorias, doctoring, consultorias em desenho de audiência, incentivos para a inserção no circuito internacional e outros apoios adequados às necessidades de cada perfil.

O projeto “Paralaxe” (MG), com direção de Ricardo Murad e Cao Guimarães, com produção de Mariana Andrade, foi selecionado “por nos convidar a uma interessante aventura de exploração cinematográfica, pelo seu desafio artístico e pela posição dialética entre os dois diretores”, para participar da próxima edição do MAFF – Málaga Festival Fund & Co-production, que será realizado em 2021.

O projeto “A cor da margem” (RJ), com direção de Mariana Luiza e produção de Joelma Oliveira Gonzaga, foi escolhido “por sua coragem e bravura por desvendar o horror a que foram lançadas as pessoas negras do período colonial, até os dias atuais”, para participar do Encuentros BioBioCine – encontro da indústria do BioBioCine Festival Internacional de Cinema, a ser realizado em 2021.

O projeto “Não estamos sonhando” (AL/BA), com direção de Ulisses Arthur e produção de Thamires Vieira, foi selecionado “por retratar de forma autêntica e sensível as dificuldades de um jovem universitário negro gay, onde o amor, a música e a dança proporcionam força , para poder seguir em frente”, para participar do Proyecta na próxima edição do Ventana Sur, que será realizado em formato online, de 30 de novembro a 4 de dezembro de 2020.

“Por acreditar que este projeto mostre, por meio de histórias particulares e complexas, uma reflexão atual sobre o povo brasileiro que pode ser muito bem recebida no mercado internacional”, o projeto “A Voz de Deus” (SP), com direção de Miguel Antunes Ramos e produção de Alice Riff, foi escolhido para participar do Conecta – International Documentary Industry Meeting da próxima edição do Chiledoc, a ser realizado em 2021, no Chile.

O projeto de documentário “É tudo parente” (MG), com direção de Mariana Fagundes e produção de André Hallak, foi selecionado pela “relevância e forma de abordagem do tema”, para participar do DocMontevideo, que será realizado em 2021, no Uruguai.

A 11a edição do Brasil CineMundi contou com duas novas e inéditas parcerias, numa expansão da cooperação e intercâmbio do programa com importantes eventos do mercado internacionais: World Cinema Fund (Alemanha) e Nuevas Miradas (Cuba).

O projeto “Casa no Campo” (RS), com direção de Davi Preto e produção de Paola Wink, foi escolhido para receber o Prêmio WCF Audience Design, que consiste em consultoria e mentoria intensivas para desenvolver uma estratégia completa em Design de Audiência, por “ser um filme que mostra que o gênero pode se tornar um recurso narrativo muito poderoso para explorar relações e conflitos sociais que permaneceram inalterados por séculos, e ao mesmo tempo muito atual e muito político. E que tem uma sólida estrutura de coprodução e projeção internacional, que já envolve vários países com o qual queremos continuar a trabalhar a trabalhar nos próximos meses e explorar seu potencial em sua trajetória futura”.

O projeto “Mãe do Ouro” (MT), também foi escolhido “por sua proposta renovadora sobre um tema comum às regiões e por sua atualidade e utilização de linguagem pouco convencional para chamar atenção para seu tema”, para participar da 14a edição do Nuevas Miradas, acontecerá em formato online, de 7 a 11 de dezembro de 2020.

ATENÇÃO:

Como o formato do evento é digital, convidamos você para seguir a Universo Produção/CineBH/Brasil CineMundi nas redes sociais para ficar por dentro de tudo o que vai acontecer nos bastidores da CineBH e Brasil CineMundi, acompanhar a evolução e notícias dos eventos e receber conteúdos exclusivos. Canais e endereços:

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2020

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: www.brasilcinemundi.com.br / www.cinebh.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No Youtube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: brasilcinemundicinebh / universoproducaoNo LinkedIn: universo-produção

Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

***

SERVIÇO

14ª CINEBH – MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA DE BELO HORIZONTE 

BRASIL CINEMUNDI – 11th INTERNATIONAL COPRODUCTION MEETING 

29 de outubro a 2 de novembro de 2020

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

PATROCÍNIO: COPASA, CEMIG | GOVERNO DE MINAS GERAIS

PARCERIA CULTURAL: SESC EM MINAS, GOETHE-INSTITUT, CASA DA MOSTRA

PARCEIROS BRASIL CINEMUNDI: EMBAIXADA DA FRANÇA NO BRASIL, INSTITUTO FRANCÊS BRASIL PARA O ESTADO DE MINAS GERAIS DOT, MISTIKA, PARATI FILMS, CTAV E ATELIÊ BUCARESTE

COOPERAÇÃO BRASIL CINEMUNDI: WORLD CINEMA FUND (Alemanha), NUEVAS MIRADAS-EICTV (Cuba), BIOBIOCINE (Chile), CONECTA-CHILE DOC (Chile), MAFF (Espanha), DOCSP (Brasil), DOCMONTEVIDEO (Uruguai), VENTANA SUR (Argentina), INSTITUTO OLGA RABINOVICH/PROJETO PARADISO (Brasil)

APOIO: INSTITUTO UNIVERSO CULTURAL E CAFÉ 3 CORAÇÕES.

IDEALIZAÇÃO E REALIZAÇÃO:UNIVERSO PRODUÇÃO

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA | MINISTÉRIO DO TURISMO | GOVERNO FEDERAL